Síntese de Evidências para Políticas de Saúde

Opção 2 – Utilizar plataforma virtual online para disseminação do conhecimento científico

O avanço e o desenvolvimento tecnológico transformaram a maneira em que as informações são transmitidas e interpretadas, ampliando as possibilidades para a comunicação. O ambiente virtual permite a disponibilização de conteúdos através de ferramentas variadas, além de facilitar a interação entre os diferentes atores envolvidos. A disponibilização de evidência científica de forma gratuita, organizada e sintetizada em ambiente virtual pode facilitar o uso desse recurso por parte dos tomadores de decisão.

Quadro 2 – Achados relevantes para a opção, segundo revisões sistemáticas/avaliações econômicas

Categorias dos achados Síntese dos achados mais relevantes
Benefícios O uso de sistemas de informação pode gerar impactos positivos na decisão informada por evidências, e na promoção e gestão da saúde, conforme propõe Rodrigues (2000).

Uma revisão sistemática de boa qualidade que avaliou como o uso de evidência poderia ser promovido através de diferentes estratégias de tradução do conhecimento revelou que o uso de CD-ROM e internet foram identificados como promotores de conhecimento para tomadores de decisão (LAROCCA et al., 2012).

Além disso, o uso dessa estratégia não torna obrigatória a presença dos participantes em uma dada localidade, tornando-se uma alternativa mais eficiente. Os autores indicaram resultados significativos da estratégia, embora tenham mostrado que a estratégia de tradução do conhecimento não refletiu em uma mudança na prática.

Danos potenciais Embora não tenham sido encontradas revisões sistemáticas, os danos potenciais identificados podem estar relacionados ao uso indiscriminado de tecnologias web baseadas em informações não validadas, imprecisas e/ou fraudulentas (RODRIGUES, 2000).
Custos ou custo/efetividade em relação à situação atual Embora não tenham sido identificados estudos de custo-efetividade, os possíveis custos relacionados à opção devem ser pequenos e estar associados à produção e implantação dos recursos online. Entretanto, devem ser considerados também os custo de ampliação do acesso a internet nos sistemas públicos, para isso, será necessária a aquisição de equipamentos, conexão, além de suporte técnico.
Incertezas em relação aos benefícios, danos potenciais riscos, de modo que o monitoramento e avaliação sejam garantidos se a opção for implementada Um problema comumente observado na literatura de tradução do conhecimento é a falta de objetividade nos métodos empregados, pois muitas vezes são utilizadas ferramentas não validadas ou pouco confiáveis (LAROCCA et al., 2012). Adicionalmente, a utilização de diferentes estratégias de tradução de conhecimento pode acabar diluindo as mensagens centrais apresentadas pela estratégia, reduzindo o entendimento do problema ou a apropriação da informação apresentada (LAROCCA et al., 2012).
Principais elementos da opção (se ela já foi implementada/testada em outro lugar) Os principais elementos para a opção estão relacionados à criação e implantação de ferramentas web para a tradução e disseminação de evidências científicas.

O estudo publicado por LAROCCA et al., (2012) avaliou pesquisas conduzidas em países desenvolvidos de alta renda, como EUA, Canadá, Noruega e Inglaterra, onde estratégias relacionadas à disponibilização de conteúdo na internet ou à utilização de serviços web foram implementadas. Entretanto, nesses locais a evidência ainda é pequena para afirmar que estratégias de tradução do conhecimento são eficientes para aumentar o uso de evidências científicas na formulação de políticas para saúde.

Percepção dos sujeitos sociais (grupos de interesse) envolvidos na opção, quanto à sua efetividade Um estudo desenvolvido em países do oriente médio demonstrou que a maioria dos tomadores de decisão tem acesso a pesquisa em saúde pela internet, entretanto, mais da metade desses tem dificuldade em identificar locais para localizar evidências científicas (EL-JARDALI et al., 2012).